Histórias

Dicas para a boa convivência

17 de junho de 2019 / Brasil

Apoiamos o respeito e a diversidade antes, durante e depois das viagens. Nos ajude a fortalecer o movimento por carros livre de discriminação.

Quando dizemos isso, reafirmamos o nosso compromisso de promover o respeito, igualdade e justiça para todas as pessoas que se declaram LGBTQIA+.

Você não precisa ser LGBTQIA+ para respeitar um LGBTQIA+. Não é preciso entender todas as questões relacionadas à orientação afetivo-sexual ou à identidade de gênero. O que não pode faltar é o respeito por todos e para todos.

Saiba mais sobre as nossas iniciativas >


Confira algumas dicas para manter a boa convivência nas viagens da plataforma

  • Haverá viagens em que os motoristas parceiros e usuários pensarão diferente de você, ou terão orientação afetivo-sexual ou identidade de gênero distinta da sua. Tudo bem. Só não vale faltar com o respeito.
  • Na Uber, não há espaço para assédio sexual. Contar piadas com caráter obsceno, convidar alguém para sair, tocar ou encostar em alguém podem ser formas de assédio sexual. Venha de quem vier, seja homem ou mulher, no banco da frente ou no banco de trás do carro.
  • A avaliação que a Uber oferece ao final de cada viagem diz respeito às atitudes dos passageiros e passageiras que podem impactar a experiência dentro do carro . Foram educados? Te chamaram pelo nome? Não bateram a porta do carro? São essas coisas que você deveria considerar na sua avaliação. Avaliar um(a) usuário(a) em função de sua orientação afetivo-sexual e da sua identidade de gênero é uma forma de discriminação. Respeite as pessoas da mesma forma que você gostaria de ser respeitado.

Confira o vídeo abaixo e vamos juntos neste movimento pelo combate à homofobia